DOMINGO DE RAMOS DA PAIXÃO DO SENHOR – Ano C



Caros irmãos, a liturgia do Domingo de Ramos da Paixão do Senhor da Quaresma, ano C, apresenta-nos, antes da procissão, a entrada de Jesus em Jerusalém e, durante a Missa, a Paixão – sempre segundo S. Lucas (cf. Lc 19,28-40; 22,14-23,56). Deixemo-nos tocar pelo amor misericordioso de Deus que se manifesta na hora mais escura da história.

Jesus caminhava à frente dos discípulos, subindo para Jerusalém” (Lc 19,28), assim começa o primeiro evangelho que narra a entrada de nosso Senhor na cidade santa. Ele, de fato, cumpria aquilo que o evangelista havia registrado: “Quando se completaram os dias de sua assunção, ele [Jesus] tomou resolutamente o caminho de Jerusalém” (Lc 9,51a). Sendo Mestre, Jesus guia seus discípulos tal qual um verdadeiro pastor, pois Ele vai à frente mostrando com suas palavras e gestos o caminho pelo qual se deve ir. Que grande consolação, saber que Ele não é alheio às dificuldades do nosso peregrinar, mas, pelo contrário, vai à frente experimentando e suportando tudo em primeira pessoa. Decidamo-nos, então, a segui-lo.

E, se seguimos Jesus, é porque acreditamos que Ele é a Vida que se manifestou a nós: nele está nossa felicidade, nossa glória. Porém, o seu caminho (cf. Fl 2,6-11 – segunda leitura) – que Ele propõe para cada um de nós – passa pela humilhação da Cruz (cf. Lc 9,23-26). Portanto, não devemos nos escandalizar quando a dor e o sofrimento batem à nossa porta. Antes: precisamos levantar os nossos olhos para contemplar o Amor crucificado que por tanto nos amar bebeu o cálice do sofrimento até o fim (cf. Lc 22,42) mostrando-nos, assim que, em comunhão com Ele, também nós, podemos suportá-lo para encontrar, no fim, a ressurreição e a vida eterna.

Ó Pai, dá-nos o Espírito Santo para que estejamos cada dia mais unidos ao Teu Filho, Jesus Cristo! Maria santíssima, Mãe das Dores, ajuda-nos a suportar a dor sem desanimar. São José, nosso protetor, guia-nos a Jesus.

Sub tuum præsidium confugimus. sancta Dei Genitrix: nostras deprecationes ne despicias in necessitatibus: sed a periculis cunctis libera nos semper, Virgo gloriosa et benedicta.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo