SOLENIDADE DE PENTECOSTES (Ano C)





Caros irmãos, o tempo litúrgico da Páscoa chega ao fim com a celebração da solenidade de Pentecostes, cuja liturgia nos leva a rezar, neste ano C, com a promessa feita por Jesus de nos enviar um Paráclito, um Defensor (cf. Jo 14,15-16.23b-26). Com toda confiança, elevemos a Deus nossa voz e imploremos que Ele renove sempre em nós o dom do Espírito Santo.

No dia de Pentecostes, a Páscoa de Cristo se consuma com a efusão do Espírito Santo que se manifesta como Pessoa Divina, revelando plenamente a Santíssima Trindade. Com a vinda do Espírito Paráclito que não cessa (cf. CEC 732-733), a Igreja é vivificada da mesma forma que acontece quando um corpo é unido à sua alma. E nós, que somos membros da Igreja, pela ação do mesmo Espírito, somos constituídos na dignidade de filhos de Deus de tal modo que nos tornamos co-herdeiros de Cristo: “se sofremos com ele, é para sermos também glorificados com ele” (cf. Rm 8,17 – segunda leitura).

Assim, suplicamos hoje que venha sobre nós o Espírito Santo como no dia de Pentecostes para que sejamos iluminados pela sua luz, purificados pelo seu calor e impulsionados pelo seu sopro. Desse modo, esperamos que a nossa vida seja renovada e nos tornemos – sempre e em todo lugar – testemunhas do amor de Deus manifestado em nosso Senhor Jesus Cristo. Abramo-nos, portanto, para receber o Amor que une o Pai e o Filho para que, unidos à Trindade por sua misericórdia, estejamos também unidos na caridade aos nossos irmãos.

Enviai, ó Pai, o Espírito Santo, renovai nosso coração para que estejamos sempre mais unidos a Teu Filho Jesus Cristo. Maria, Mãe da Igreja, ensinai-nos a dizer sim a Deus. S. José, esposo da Virgem, rogai por nós.

Regina Cæli, lætare, alleluia; Quia quem meruisti portare, alleluia; Resurrexit, sicut dixit, alleluia; Ora pro nobis Deum, alleluia.



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo