SOLENIDADE DE SANTA MARIA, MÃE DE DEUS


Caros irmãos, no primeiro dia do ano novo, celebramos a solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus, e a liturgia nos convida a rezar com os relatos dos acontecimentos que ainda se referem ao dia do Natal e da circuncisão de Jesus (cf. Lc 2,16-21). Rezemos ao Senhor, pela intercessão da Bem-aventurada Virgem Maria, que cresçamos na união com Jesus Cristo a partir da meditação constante de Seus mistérios.

Em primeiro lugar, lembremo-nos que Maria é realmente Mãe de Deus, não porque fora ela a origem da natureza divina de Jesus, mas porque Ele, o Cristo, é uma pessoa divina – o Filho eterno – que se encarnou. Cremos que Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem conforme o dogma de Calcedônia e, uma vez que Maria é Sua Mãe, podemos chamá-la com toda segurança de Mãe de Deus. Ao mesmo tempo, este título nos mostra quão grande é esta nossa Mãe celestial: de fato, para vir ao mundo, Deus fez uma morada digna de Si e ela se chama Maria. Agradeçamos ao Senhor pelo imenso poder e misericórdia manifestados na santíssima Virgem.

No texto evangélico, por sua vez, Maria surge, para nós, como modelo de meditação. Lemos, na realidade: “quanto a Maria, guardava todos estes fatos e meditava sobre eles em seu coração” (Lc 2,19). Em meio aos acontecimentos – e dificuldades – daqueles dias extraordinários, ela não estava dispersa, mas tinha o coração concentrado nos mistérios de Deus que se realizavam e meditava sobre eles continuamente. Isso nos ajuda a lembrar o quanto precisamos estar atentos e dedicar tempo para, na presença do Senhor, deter-nos sobre a Sua Palavra e Suas ações. Façamos, portanto, deste ano novo, uma virada para uma vida imersa na presença de Deus a partir da oração meditada.

Ó Pai, envia-nos o Espírito Santo para que Ele nos guie na meditação dos mistérios da vida de Teu Filho Jesus Cristo! Maria santíssima, Mãe de Deus, e São José, nosso protetor, dai-nos a Graça da intimidade com Jesus.

Sub tuum præsidium confugimus. sancta Dei Genitrix: nostras deprecationes ne despicias in necessitatibus: sed a periculis cunctis libera nos semper, Virgo gloriosa et benedicta.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo