VIGÉSIMO NONO DOMINGO DO TEMPO COMUM – Ano B

Caros irmãos, no evangelho deste vigésimo nono domingo do Tempo Comum, Ano B, as palavras de Jesus aos discípulos nos ajudam a meditar sobre a humildade e o serviço (cf. Mc 10,35-45). Peçamos ao Senhor que nos dê Seu Espírito a fim de que o imitemos servindo humildemente nossos irmãos.

Depois do pedido dos filhos de Zebedeu e da subsequente disputa entre os discípulos, nosso Senhor nos convida a segui-lo na via da humildade e do serviço, pois “o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate para muitos” (Mc 10,45). Dessa forma, Ele inverte a lógica deste mundo: quem O segue não deve estar focado nas vantagens que por ventura possam aí ser encontradas, mas na comunhão de amor que nos leva a viver como Jesus viveu. Ou seja, não seguimos o Cristo porque isso poderia nos dar um status, uma posição social, algum poder, mas porque encontramos n’Ele o Amor que dá sentido à nossa vida. E, mais ainda, recordemo-nos sempre: neste mundo, o Seu trono é a Cruz.

Decorre daí que, na família de Deus que é a Igreja, as relações entre as pessoas se constroem num paradigma diferente dos Estados: “Vós sabeis que os chefes das nações as oprimem e os grandes as tiranizam. Mas, entre vós, não deve ser assim: quem quiser ser grande, seja vosso servo; e quem quiser ser o primeiro, seja o escravo de todos” (Mc 10,42-44). Não somos um Estado ou uma empresa. Nem uma ONG. Somos – e queremos ser cada vez mais – os fiéis que seguem o Senhor, buscando encontrá-lo e fazer Sua vontade em todas as circunstâncias da nossa vida e, assim, queremos viver como Ele, no serviço amoroso e humilde aos irmãos.

Ó Pai dá-nos o Espírito Santo para que tenhamos tão grande comunhão com Teu Filho Jesus Cristo que nos tornemos capazes de viver como Ele viveu! Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa, ajuda-nos a dizer sim a Deus! São José, nosso protetor, ensina-nos a amar Jesus dá-nos a graça de amar a Jesus.

Sub tuum præsidium confugimus. sancta Dei Genitrix: nostras deprecationes ne despicias in necessitatibus: sed a periculis cunctis libera nos semper, Virgo gloriosa et benedicta.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo